Saúde mental no esporte, futebol e saúde mental

Você irá ver neste artigo

Será que a saúde mental no esporte é fundamental para o futebol? A prática de qualquer esporte tem se mostrado benéfica para a saúde.

No entanto, existem esportes que são mais conhecidos do que outros em relação às evidências científicas que os cercam.

Por exemplo, você poderia dizer como o futebol americano afeta a saúde mental?

O futebol americano é um esporte que, comparado ao futebol praticado na Europa ou na América do Sul, é pouco conhecido.

Apesar disso, é um esporte muito intenso e complexo, que requer condicionamento físico ideal e preparação difícil.

A intensidade deste esporte é muitas vezes confundida com agressividade, a ponto de nos últimos anos ter havido uma grande controvérsia sobre lesões cerebrais e manifestações de longo prazo sofridas por jogadores de futebol.

Aumenta a capacidade de tomar decisões sob pressão

Se há uma coisa que caracteriza o futebol, é a capacidade de tomar decisões importantes quando você está em uma situação de alta pressão.

Durante um jogo não há conforto suficiente para pensar com calma e sem distrações.

Os jogadores de futebol precisam aprender a tomar decisões que podem marcar um jogo em questão de segundos.

E não só isso, eles também têm que resistir à pressão do rival. A luta entre duas equipes não é apenas física, é também psicológica.

Essas habilidades geralmente são aprendidas através da prática, mas também é possível aprimorá-las, principalmente por meio da concentração.

Se um atleta aprende a administrar a concentração de forma otimizada, é improvável que as distrações o dominem ao tomar decisões.

Além disso, o processo torna-se mais eficiente porque estes podem ser tomados mais rapidamente.

As habilidades de enfrentamento para a vida são adquiridas

Os ensinamentos adquiridos no esporte não são guardados apenas para essa área, mas podem ser estendidos para a vida em geral. Essa é uma das razões pelas quais as pessoas são motivadas a se exercitar.

Quando o assunto é saúde mental no esporte. No caso do futebol americano, as habilidades de enfrentamento aprendidas podem ser utilizadas em outros contextos como estudos, trabalho ou relacionamento interpessoal.

Essas habilidades de enfrentamento são, por exemplo, lidar com a derrota, tolerância à frustração ou planejamento para desafios.

De acordo com estudos realizados usando jogadores de futebol como amostra. O principal benefício psicológico relatado pelos próprios atletas é que o futebol ensina uma maneira de lidar com a vida que é difícil fora do esporte.

Lesões cerebrais, o outro lado da moeda

Pelo contrário, e como mencionado no início do artigo, o futebol americano também tem um lado oculto.

A intensidade dos embates entre os jogadores faz com que recebam duros golpes em partes do corpo que não estão preparadas para isso, como a cabeça.

Ser atingido repetidamente na cabeça não é nada saudável. A consequência imediata é uma concussão cerebral, um estado que gera confusão na pessoa e que se resolve sem sequelas em 24 horas.

No entanto, quando as concussões se repetem muito, ocorre uma degeneração precoce do cérebro, que pode causar demência pugilística.

A demência pugilística é um quadro de degeneração neurológica que apresenta sintomas semelhantes aos de Alzheimer ou Parkinson.

É típico de esportes em que são sofridos golpes na cabeça. Como boxe ou artes marciais, mas casos também foram descritos no futebol americano.

Uma vez que a demência aparece, ela não tem cura, portanto, a melhor arma para combatê-la é a prevenção. Isso inclui o uso adequado de proteção, check-ups anuais e tarefas regulares de treinamento cognitivo.

O futebol americano é um esporte emocionante com muitos benefícios

Não há dúvida sobre como o futebol americano afeta a saúde mental. Em termos gerais. É um esporte que traz coisas boas para a saúde mental, mas também existe o risco de anos cerebrais, principalmente quando praticado sem precauções.

Por outro lado, a prática responsável e orientada dos profissionais não precisa causar nenhum dano.

Se o atleta tiver uma atitude responsável, os riscos são reduzidos ao mínimo, como em qualquer outro esporte.

Embora o futebol americano seja um esporte mais desconhecido, abra sua mente e deixe-se surpreender pelos seus benefícios.

Saiba mais sobre saúde mental no esporte no vídeo abaixo.