Gareth Bale e País de Gales quebram corações ucranianos e garantem lugar histórico na Copa do Mundo

Você irá ver neste artigo

Gareth Bale inspira País de Gales na vitória por 1 x 0 sobre a Ucrânia em Cardiff, com os anfitriões selando a qualificação para a Copa do Mundo pela primeira vez desde 1958.

(Crédito da imagem: Getty Images)

Gareth Bale foi a inspiração quando o País de Gales partiu o coração da Ucrânia e selou a qualificação para a Copa do Mundo pela primeira vez desde 1958, após uma vitória por 1 x 0 no play-off das equipes em Cardiff, no domingo.

A excelente cobrança de falta de Bale no primeiro tempo foi cabeceada em sua própria rede pelo zagueiro do West Ham, Andriy Yarmolenko, aos 34 minutos, para deixar os torcedores loucos no Cardiff City Stadium.

Foi um desempenho de costas para a parede durante grande parte do segundo tempo, com Ben Davies, do Tottenham, fazendo vários bloqueios importantes e o goleiro do Burnley, Wayne Hennessey, com várias defesas vitais.

O País de Gales também acertou no poste no segundo tempo, com Brennan Johnson, e Bale viu um chute de ângulo bem defendido pelo goleiro ucraniano Georgiy Bushchan, enquanto o time da casa buscava o gol.

Bale, então, saiu aos 83 minutos e assistiu nervosamente do lado de fora enquanto os torcedores do País de Gales desejavam sua equipe durante cinco minutos de descontos.

E houve um grande barulho quando o apito final soou e o País de Gales selou a qualificação para apenas sua segunda Copa do Mundo, tendo perdido para um gol de Pelé e o eventual vencedor do Brasil na competição de 1958.

O País de Gales estará no Grupo B no Qatar 2022 ao lado de Inglaterra, Irã e EUA.

Para a Ucrânia, entretanto, foi desolador para uma nação que passou por um período tão terrível após a invasão da Rússia em janeiro.

A equipe de Oleksandr Petrakov caiu de forma agonizante no último obstáculo, depois de ter batido de forma impressionante a Escócia por 3-1 em Hampden Park na meia-final do “play-off” na noite de quarta-feira.